Comprei Minha Primeira Criptomoeda, e Agora?

Ler 4 min
Pontos Principais:
— As criptomoedas são executadas dentro de um sistema único, muito diferente das finanças tradicionais. Portanto, se você acabou de comprar sua primeira criptomoeda, seu novo trabalho é aprender como isso funciona

— Sua chave privada é o que lhe dá o direito de acessar as criptomoedas em um local específico na blockchain. Portanto, se você não possui as chaves, as criptomoedas não são suas

– Há uma grande chance de você começar mantendo sua criptomoeda em uma carteira de corretora, mas esse tipo de carteira é custodial, o que significa que as chaves privadas estão vinculadas à corretora e não a você. Isso nos leva ao mantra mais importante das criptomoedas: sem chaves, sem moedas

— A carteira hardware Ledger é um dispositivo de armazenamento frio que armazena em segurança as chaves privadas de seus criptoativos, reduzindo os riscos envolvidos de ser seu próprio banco

Pronto! Você comprou sua primeira criptomoeda. Mas o que acontece agora?

Criptoativos são dinheiros digitais que existem na blockchain. Leva um tempo para se acostumar com esse conceito. Vamos mergulhar profundamente nos mínimos detalhes de possuir criptomoedas, para que você possa se sentir confortável com suas novas moedas e tokens.

O que significa possuir criptomoedas?

Quando você compra criptomoedas, o que você realmente possui é um endereço na blockchain e as chaves privadas (o código criptográfico) que controlam esse endereço. A própria blockchain mantém o controle de quantas moedas ou tokens estão nesse endereço em um dado momento.

Suas moedas não estão em nenhum tipo de conta: elas existem na blockchain e são gerenciadas apenas por você. Isso significa que é sua responsabilidade garantir que elas permaneçam de fato suas e em segurança. O primeiro passo é aprender alguns fundamentos e aspectos das criptomoedas, para que você entenda por que elas precisam de uma “atenção especial” em termos de segurança. Bem como aprender a aproveitá-las para alcançar a liberdade financeira.

Cripto é Ser Seu Próprio Banco

O objetivo das criptomoedas é fornecer a você liberdade e controle sobre seus ativos. E como bem disse o querido Benjamin Parker: “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”.

Em nossa playlist “Sobre criptomoedas“, listamos as diferentes características das criptomoedas, incluindo sua capacidade de evitar gastos duplos e a segurança oferecida pela descentralização. Uma vez que uma transação é feita na blockchain, não há como voltar atrás. Isso significa que você é o único responsável por proteger seus criptoativos, bem como o único responsável pelas decisões que você tomará.

Estando ciente disso, a primeira coisa a entender é que comprar criptoativos não significa possuir as moedas fisicamente. Porque o dinheiro digital não é tangível e não existe fisicamente. O que você realmente possui é algo chamado de “chave privada”. E é exatamente ela que você precisa proteger.

Entender o que é chave privada e como as criptomoedas funcionam ajudará você a compreender as regras básicas que lhe ajudarão a proteger seus criptoativos.

Chaves Públicas vs Chaves Privadas

Quando se trata de criptomoedas, não há tangibilidade, como em moedas fiduciárias ou commodities. Elas são totalmente digitais. Para tornar a rede segura, as criptomoedas funcionam com base em um sistema duplo de chave privada e chave pública.

A chave pública é um endereço público de recebimento para o qual qualquer usuário da rede pode enviar criptomoedas. Ela seria semelhante ao número de sua conta bancária, à sua chave PIX ou ao seu endereço de e-mail.

Vinculada à sua chave pública, existe a sua chave privada. Esta chave é comparável a uma chave de verdade, pois desbloqueia o direito de seu proprietário acessar e gastar as criptomoedas associadas. Sua chave privada é sua e somente sua, portanto, ela deve permanecer privada. Isso significa que qualquer pessoa que tenha acesso à chave privada possuirá os fundos. Sua chave privada seria semelhante à senha de sua conta bancária. Compartilhar sua chave privada seria como compartilhar sua senha bancária ou o PIN de seu cartão de crédito.

Chave Privada e Chave Pública

Então, onde estão suas moedas?

Lembre-se, qualquer criptoativo que você possui existirá apenas digitalmente em um endereço na blockchain. Portanto, ter ou não acesso a esse endereço define se esses ativos são seus.Sem chaves, sem cripto, simples assim. Vamos ver como isso funciona na prática.

Sem Chaves (Privadas), Sem Cripto

Ok, então possuir criptomoedas significa possuir a chave privada. Moleza, né? Na verdade, nem tanto.

Você está usando uma corretora de criptomoedas agora? Talvez tenha sido assim que você comprou suas primeiras moedas. Se você possui fundos em sua corretora de criptomoedas favorita, pode parecer que você realmente possui os ativos em sua conta. Afinal, você precisa fazer login para ter acesso a elas, certo?

Mas, na verdade, é a corretora que possui essas moedas enquanto elas permanecerem na carteira da corretora. A própria corretora controla as chaves privadas, deixando você apenas com uma senha para a interface (mas não para a blockchain) e tendo que confiar que suas moedas ainda estarão lá na próxima vez que você entrar.

Conclusão? A corretora está no controle. E você está confiando que eles lhe darão acesso aos seus fundos quando você exigir. Você confiaria a sua casa ou as chaves de seu cofre a uma entidade?

Além disso, o que acontece se a corretora tiver problemas de segurança? Ou se você não quiser aceitar certas políticas de saque ou depósito? Além disso, em alguns países, dependendo da corretora, ela pode impedir você de fazer transferências ou questionar você constantemente sobre o objetivo delas. Este NÃO é o objetivo de um livro-razão distribuído.

Esse fenômeno não se limita às corretoras: isso vale para qualquer provedor de serviço que não permita que você possua as chaves privadas dos fundos associados. Isso significa colocar de volta um intermediário em um sistema que pretende ser descentralizado.

Então, como você gerenciará suas chaves privadas?

Esperamos que este artigo tenha esclarecido a importância crucial das chaves privadas quando se trata de controlar suas criptomoedas e as consequências de não possui-las. O mais inteligente a se fazer após comprar seus criptoativos é se certificar de que você realmente possui suas chaves privadas e também saber como protegê-las. É para isso que a Ledger está aqui. Portanto, vamos um pouco mais fundo com nossa explicação sobre chaves privadas, antes de nos aprofundarmos nos detalhes de como gerenciá-las como tem que ser.

Conhecimento é poder.

Então continue aprendendo! Se você gosta de aprender sobre criptomoedas e blockchain, confira nosso episódio da School of Block sobre as lendárias riquezas cripto!


Mantenha contato

Anúncios podem ser encontrados em nosso blog. Contato para a imprensa:
[email protected]