Blog posts, Thought Leadership | 12/13/2022

DeFi vs CeFi: Como as DeFi são Medidas

cripto Segurança
DeFi vs CeFi

Principais pontos

  • Tanto as DeFi quanto as CeFi estão preparadas para mudar a maneira como as pessoas administram seu dinheiro. Mas cada uma tem seu jeito de fazê-lo.
  • As DeFi oferecem transparência, acessibilidade e utilidade impressionantes para os usuários de ativos digitais, mas ainda não bate a funcionalidade geral oferecida pelas CeFi—ainda.
  • As CeFi ainda formam, de longe, a maior indústria. No entanto, as DeFi estão em alta e crescendo a um ritmo acelerado. O suporte às moedas fiduciárias continua sendo um dos ingredientes-chave que falta às DeFi para atingir uma base de usuários maior.


Quer você seja fã de finanças descentralizadas (DeFi) ou centralizadas (CeFi), ambas explodiram em popularidade nos últimos anos, pois ativos digitais como Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Tether (USDT) possibilitaram uma nova onda de soluções financeiras descentralizadas e centralizadas que capacitaram tanto os usuários de ativos digitais quanto os de ativos fiduciários.

O termo DeFi se refere aos protocolos, plataformas e serviços descentralizados que oferecem um paralelo à infra-estrutura financeira tradicional como bancos e instituições financeiras estatais. Enquanto isso, as CeFi são uma espécie de meio termo, oferecendo plataformas centralizadas que fazem a ponte entre as plataformas financeiras antigas e a nova economia de ativos digitais, fornecendo serviços financeiros aos ativos digitais e, muitas vezes, aos usuários de moeda fiduciárias.

Embora ambos pareçam prontas para mudar a indústria financeira, elas são diferentes em muitos aspectos e terão papéis diferentes a desempenhar no futuro das finanças.

Vantagens das DeFi

O financiamento descentralizado surgiu de uma intensa necessidade de fornecer uma gama completa de serviços financeiros aos usuários de ativos digitais, sem sacrificar os princípios básicos sobre os quais esses ativos foram construídos.

Ao contrário de muitas soluções CeFi e tradicionais de finanças (TradFi), as plataformas e protocolos DeFi são completamente sem permissão. Isso, essencialmente, significa que nenhuma entidade centralizada está no comando e decidindo quem pode ou não pode usar a plataforma, garantindo que as plataformas DeFi estejam abertas para absolutamente qualquer pessoa usar.

Como essas plataformas podem ser utilizadas por qualquer pessoa com carteira digital de ativos, elas representam alternativas mais acessíveis aos bancos, empresas de empréstimo, mercados monetários e outras plataformas TradFi, fornecendo uma solução aberta e acessível que poderia fornecer serviços cruciais para os não-bancarizados.

Por serem baseados em plataformas de blockchain visíveis publicamente, os serviços DeFi se beneficiam de transparência absoluta, permitindo que qualquer pessoa possa auditar tanto o código que alimenta os contratos inteligentes dessa solução quanto as transações que ela processa. Isto significa que há menos incerteza sobre o que está acontecendo nos bastidores, dando aos usuários das DeFi paz de espírito.

Os ativos produzidos ou gerados pelas plataformas DeFi podem ser livremente negociados em plataformas externas, e os usuários geralmente são livres para fazer o que desejarem com esses ativos—a não ser que optem por bloquear ou congelar esses ativos por um período fixo de tempo.

Desvantagens das DeFi

Como já mencionamos anteriormente, as DeFi têm tudo a ver com empoderar os usuários a administrar seu próprio dinheiro sem depender de bancos ou de outras instituições financeiras. Embora isto possa ser libertador, em muitos casos pode representar um risco já que não existem recursos de estorno ou mecanismos de proteção para evitar que os usuários percam dinheiro.

Com as DeFi, os usuários têm total responsabilidade sobre o que acontece com seus ativos. Chaves privadas perdidas e endereços de carteiras mal digitados são duas das razões mais comuns pelas quais os usuários podem perder irremediavelmente seus ativos. Nas CeFi, no entanto, a autoridade centralizada frequentemente oferece proteção para os usuários contra perdas, tais como um sistema de arbitragem de disputas ou reembolso, atuando como uma espécie de amortecedor para erros do usuário.

Além disso, embora muitas plataformas DeFi ofereçam utilidade genuína aos usuários e possam ser rentáveis de usar, existem faixas de plataformas que não oferecem utilidade genuína ou que são golpes escancarados. Ao contrário das plataformas CeFi, que geralmente são administradas por pessoas físicas e empresas registradas que podem ser responsabilizadas, aqueles afetados por projetos DeFi suspeitos têm pouco ou nenhum recurso legal.

Algumas dessas plataformas também existem em uma posição regulatória incomum, pois podem permitir que os usuários acessem serviços que seriam proibidos ou regulamentados em sua jurisdição, colocando um desafio para os reguladores e usuários que querem fazer tudo nos conformes.

A Situação Atual

Na situação atual, as plataformas CeFi superam drasticamente as de DeFi tanto em termos de número de usuários quanto de tamanho total do mercado.

Há muito mais plataformas CeFi bem estabelecidas do que as de DeFi, uma vez que plataformas CeFi como as plataformas centralizadas de corretora de criptomoedas e plataformas de empréstimo tiveram vários anos para desenvolver experiências intuitivas e acessíveis para os usuários, além de oferecer serviços que as plataformas DeFi ainda lutam para igualar, incluindo suporte direto para moedas fiduciárias como o Real (BRL), o Dólar americano (USD) e o Euro (EUR).

As plataformas CeFi também oferecem uma proposta mais familiar aos usuários, já que geralmente oferecem uma solução de custódia como parte de sua oferta, ajudando os recém-chegados a evitar alguns dos riscos que podem advir do gerenciamento de frases semente e da manutenção de chaves privadas em segurança—como a perda irreversível.

No entanto, a indústria DeFi tem crescido a um ritmo surpreendente nos últimos anos e novas plataformas DeFi, cada vez mais inovadoras e atraentes, estão aparecendo regularmente, fechando a lacuna entre as capacidades das CeFi e das DeFi, uma de cada vez. Desse jeito, pode ser que não demore tanto até escolher entre CeFi e DeFi seja uma questão de preferência ao invés de utilidade.

Mantenha contato

Acompanhe nosso blog para novidades. Contato de imprensa:
[email protected]