Os Bastidores da História: Binance Smart Chain (BSC)

Ler 5 min
Pontos Principais:
— A Binance Smart Chain (BSC) é uma blockchain compatível com a Ethereum que oferece as mesmas capacidades de contratos inteligentes com taxas de transação muito mais baratas.

— Uma das principais vantagens da BSC é que ela oferece a seus usuários o benefício de velocidades de transação rápidas, apesar de ser um tanto quanto centralizada.

— A BSC tem tido um enorme crescimento em usuários desde janeiro de 2021, graças ao seu alcance global, seu generoso Accelerator Fund e sua facilidade de uso.

Chegando agora em DeFi e está perguntando o que é todo esse alvoroço sobre a Binance Smart Chain? temos o que você precisa, aqui está os bastidores da história da BSC.

A blockchain é a batida do coração de todas as coisas DeFi. Isso significa que, sem ela, não há finanças descentralizadas ou nenhum dos seus aplicativo relacionados. Até mesmo a Fox Studios anunciou recentemente que eles estão lançando a “primeira série animada com curadoria inteiramente em blockchain”.

Binance Smart Chain (BSC) é um protocolo de blockchain mais novo que está seduzindo os usuários por causa de suas baixas taxas de gás e transações rápidas como um raio. Mas para entender melhor a BSC, vamos detalhar o que é blockchain antes de pegar a estrada.

Intensivão Blockchain

Blockchain é um livro-razão digital compartilhado e à prova de adulterações que registra transações em uma rede descentralizada peer-to-peer. Estamos rodeados de livros-razão em nosso dia a dia. Por exemplo, o aplicativo bancário móvel em nossos telefones é uma forma de livro-razão. A diferença crítica é que alguém (uma autoridade central) mantém o controle dos fundos em nossos aplicativos do banco.

A descentralização é a espinha dorsal da blockchain, o conceito mais crucial em moeda digital. Ela oferece vários componentes que compõem a liberdade financeira: transparência, imutabilidade e transações sem confiança. Se uma rede de blockchain não for descentralizada, ela poderia ser interpretada como apenas mais um banco de dados em vez de uma blockchain? Qualquer pessoa que a controle poderia facilmente mudá-la por mero capricho.

Além disso, quando os ativos são negociados entre os pares da rede, as transações são permanentemente registradas. Isto torna a cadeia à prova de adulterações, o que reduz drasticamente a atividade fraudulenta. Chega de cancelar seu cartão de débito porque algum estranho resolveu fazer a festa com ele em um mercadinho que fica em um país aleatório, onde você nunca esteve.

O que é Binance Smart Chain (BSC?)

Nossa história começa em abril de 2019, quando a Binance lançou sua própria blockchain: a Binance Chain. O objetivo era criar uma blockchain de alta velocidade que pudesse suportar um grande número de transações. Para isso, a equipe por trás da Binance Chain optou por não oferecer suporte a vários aplicativos e, decidiu se concentrar apenas em seu aplicativo principal: a Binance DEX.

Enquanto isso, as DeFi florescem na Ethereum e a Binance percebe que assim como a Ethereum, precisa de capacidade para fazer contratos inteligentes para acompanhar o momento. Seus bits de código são executados quando um conjunto de condições pré-definidas é cumprido. O que lança as bases para a concessão e tomada de empréstimos e outras atividades financeiras descentralizadas.

Então, de volta à Binance. Neste ponto, em vez de adicionar todas essas capacidades diretamente à Binance Chain e correr o risco de atolar a rede, decidiu-se lançar a Binance Smart Chain (BSC). Uma blockchain da Binance que visa competir com a Ethereum.

BSC: onde está a diferença?

Percebendo que precisam estabelecer uma alternativa vantajosa à Ethereum o mais rápido possível, a Binance corta a demorada tarefa de construir seus próprios contratos inteligentes a partir do zero e implementa seu próprio protocolo PoA (prova de autoridade).

Na verdade, a BSC usa até mesmo um algoritmo de consenso PoA específico: Prova de Autoridade Aplicada (PoSA) Neste protocolo em particular, existem apenas 21 validadores confirmando as transações em qualquer dado momento. Por sua vez, isto torna a BSC mais centralizada do que outras plataformas.

Curiosamente, a BSC projeta sua plataforma para ser compatível com a Ethereum. Ou seja, ela pode executar aplicativos e contratos inteligentes usando o modelo da Ethereum, mas cobrando de seus usuários apenas uma fração das taxas de gás da Ethereum.

Como uma rede centralizada, a BSC oferece uma alternativa muito necessária e acessível à Ethereum. Ela também ostenta transações mais rápidas. A rede é regida pelo token Binance, o BNB, que os usuários precisam para pagar as taxas de rede. O BNB vale atualmente pouco menos de US$ 270,00 por token, para lhe dar uma ideia das taxas de adoção.

BSC ou não BSC?

Pergunte a qualquer pessoa nas DeFi se ela prefere Ethereum ou BSC e você ficará surpreso com as respostas que irá receber. A BSC trouxe benefícios significativos à Binance, que é uma entidade centralizada, e às DeFi em geral.

Com uma gama atraente de benefícios para os usuários, como velocidades super rápidas, taxas de transação baratas (tão baixas quanto 1 centavo), criação de DApp e uma rede com milhões de usuários, muitos estão escolhendo a BSC.

Também, não esqueçamos que a BSC está por trás da PancakeSwap, a principal DEX da rede e um das DEX mais bem classificadas das DeFi.

Talvez a melhor maneira de entender o bom, o ruim e o feio é comparar listas lado a lado. Vamos dar mais detalhes:

A Binance Smart Chain oferece soluções práticas para usuários que podem ser novos nas DeFi ou para aqueles que estão procurando, principalmente, uma opção mais barata do que a Ethereum. Isso não quer dizer que os entusiastas de cripto se deixam ganhar apenas pela blockchain. Ao contrário, a BSC é um ecossistema confiável que provou seu uso com as estatísticas apenas.

No momento da escrita, o aumento diário em novos endereços de carteira é de cerca de 400.000, com mais de 74 milhões de endereços únicos no total. Esses são números grandes o suficiente para provar que a rede está crescendo a uma velocidade voraz.

Para refletir

É duvidoso que milhões de nerds cripto desconsiderem o conceito de descentralização. Mas, a blockchain não deveria ser sinônimo de inclusão financeira? A BSC, embora não descentralizada, oferece aos países em desenvolvimento o tipo de alcance que a Ethereum não poderia ter por causa de suas pesadas taxas de transação.

Em contraste, o que usuários da BSC estão sacrificando a longo prazo? Descentralização, definitivamente. Segurança? Provavelmente. E toda a confiança que eles são obrigados a depositar na própria Binance, como uma autoridade centralizada?

O fato de que a BSC e tantas outras redes como ela estão surgindo todos os dias, enfatiza que os usuários podem realmente não querer pagar preços altos em nome da descentralização. Por outro lado, se não existisse Ethereum, alguma dessas outras redes teria existido?

Conhecimento é poder


Mantenha contato

Acompanhe nosso blog para novidades. Contato de imprensa:
[email protected]