Uma Breve História do Bitcoin e das Criptomoedas

Ler 5 min
História do Bitcoin e das Criptomoedas
Pontos Principais:
— A história das criptomoedas é curta mas impressionante – e ela mudou rapidamente o mundo
— Bitcoin deu à luz o mundo cripto em 2008 e impulsionou uma indústria que está literalmente mudando o mundo
— A introdução da Ethereum e do ERC20 fez nascer os contratos inteligentes
— Isso, por sua vez, permitiu o surgimento das DeFi, que hoje está abrindo caminho para uma incrível variedade de serviços descentralizados que podem ser acessados por mais pessoas do que nunca.

Dez anos atrás, o Bitcoin surgiu como a primeira criptomoeda. Muita coisa aconteceu desde aquele dia – vamos dar uma olhada na história da criptomoeda para entender as importantes mudanças que ela catalisou.

O ponto de partida da história do Bitcoin

A ideia de ter uma moeda digital não é nova. Antes das criptomoedas, foram realizadas muitas tentativas para criar uma. O principal problema enfrentado pela maioria deles era o problema do gasto duplo. Um ativo digital de alguma forma precisa ser utilizável apenas uma vez para evitar que o copiem e o falsifiquem.

Mais de 10 anos antes das criptomoedas, o conceito havia sido introduzido pelo engenheiro de computação Wei Dai. Em 1998, ele publicou um artigo onde discutia o “B-money”. Ele desenvolveu a ideia de uma moeda digital, que poderia ser enviada ao longo de um grupo de pseudônimos digitais indetectáveis. Nesse mesmo ano, outra tentativa com o nome de Bit Gold foi esboçada pelo pioneiro da blockchain Nick Szabo. Bit Gold também buscou criar uma moeda digital descentralizada. A ideia de Szabo foi estimulada por ineficiências dentro do sistema financeiro tradicional, tais como exigir metal para criar moedas e reduzir a quantidade de confiança necessária para criar transações. Embora ambas nunca tenham sido lançadas oficialmente, eles foram parte da inspiração por trás do Bitcoin.

O nascimento do Bitcoin, a primeira criptomoeda

Satoshi Nakamoto publicou o white paper chamado Bitcoin: Um Sistema de Dinheiro Eletrônico Peer-to-Peer, descrevendo a funcionalidade da rede blockchain do Bitcoin. Este dia na história do Bitcoin esculpiu o caminho para os eventos que se seguiram.

Quatro meses depois, Satoshi Nakamoto, cuja verdadeira identidade permanece um mistério até hoje, minerou o primeiro bloco da rede Bitcoin, dando efetivamente início à tecnologia de blockchain. O primeiro bloco minerado também é conhecido como o Bloco Gênesis.

A primeira compra registrada de mercadorias foi feita com Bitcoin quando Laszlo Hanyecz comprou duas pizzas por 10.000 BTC. Este dia ainda é comemorado até hoje como o Bitcoin Pizza Day. Na Ledger, celebramos a data com uma edição limitada da Ledger Nano S.

O início de um mercado de criptomoedas

Após o nascimento do Bitcoin como primeira criptomoeda, foi necessário encontrar soluções para negociá-las. Em março de 2010, a primeira corretora de criptomoedas apareceu com o nome bitcoinmarket.com (agora extinta). Em julho daquele ano, a Mt.Gox também foi lançada.

De fevereiro de 2011 a 2013, Bitcoin conseguiu alcançar a paridade com o dólar americano. Durante esse período, surgiram algumas criptomoedas rivais. Em maio de 2013, o mercado de criptomoedas contava com 10 ativos digitais, incluindo a Litecoin. Outro grande criptoativo se uniu em agosto com o nome XRP (Ripple).

O desastre de Mt.Gox

À medida que o valor do Bitcoin crescia, os primeiros hacks aconteceram Em junho de 2011, a Mt.Gox foi invadida pela primeira vez. Ao todo, 2.000 BTC foram roubados, tendo um valor de cerca de US$ 30.000 na época.

A Mt.Gox tornou-se a maior corretora de criptomoedas em 2013. No seu auge, ela lidava com 70% de todas as transações de Bitcoin.

Infelizmente em 2014, o Mt.Gox tornou-se o primeiro grande hack envolvendo uma corretora de criptomoedas, sofrendo o roubo de 850.000 BTC. Este é o maior roubo de BTC na história do Bitcoin, que foi avaliado em US$ 460 milhões na época (o valor na data de escrita fica em torno de US$ 9,5 bilhões).

Depois desta situação sem precedentes, o preço do Bitcoin caiu 50% e não se recuperou para seu valor inicial até o final de 2016. Os hacks de corretora de criptomoedas têm permanecido sempre presentes desde então, embora raramente do calibre da Mt.Gox.

Ethereum e a introdução dos tokens ERC-20.

Em 30 de julho de 2015, a rede Ethereum foi lançada. Atualmente o segundo criptoativo em termos de capitalização de mercado, ela trouxe contratos inteligentes e eventualmente finanças descentralizadas para o mundo das criptomoedas. Estes permitem que a blockchain Ethereum administre todo um ecossistema em sua blockchain e, ao mesmo tempo, hospede sua própria moeda nativa: o Ether (ETH). A menor unidade de Ether é também conhecida como Wei (0,000.000.000.000.000.001 ETH). Se você quiser saber mais sobre a Ethereum, aqui está um artigo que explica tudo o que você precisa saber sobre a segunda maior criptomoeda.

As criptomoedas que não têm sua própria blockchain dedicada, mas utilizam a blockchain de outro criptoativo, são conhecidas como tokens. As que estão na rede Ethereum são chamadas tokens ERC-20. O primeiro token ERC foi lançado em 2015. Esse era o criptoativo conhecido como Augur. Desde aquele dia, uma infinidade de tokens foi criada sobre a blockchain Ethereum. Existem atualmente mais de 200.000 tokens ERC, o que significa que existe um enorme ecossistema de criptomoedas funcionando em uma única blockchain.

A partir daí

O mundo da criptomoeda não ficou mais parado. O preço do Bitcoin atingiu uma alta histórica em janeiro de 2018 e muitos novos criptoativos aderiram desde então, incluindo EOS (julho 2017), Tron (setembro 2017) e Cardano (outubro 2017). O mercado de criptomoedas abriga atualmente mais de 2.000 moedas digitais e ainda está em expansão.

Na verdade, é fácil ver como as criptomoedas estão lenta mas seguramente se tornando globais. A tendência de crescimento das criptomoedas tem levado a cada vez mais aceitação e casos de uso. Hoje, até mesmo a criação de uma Moeda Digital de Banco Central (CBDC) está em andamento e as principais empresas mostram um interesse crescente em blockchains e criptomoedas ao investir nelas. Obviamente, esses tipos de eventos irão alimentar uma rápida expansão do mercado.

Os criptoativos também continuaram ganhando popularidade até um ponto em que a adoção se tornou mais importante e mais presente. A quantidade de caixas eletrônicos de Bitcoin continuou a aumentar, mais lojas começaram a aceitar criptomoedas como forma de pagamento, criptoativos estão sendo usados como forma arrecadar fundos e você poderia até viajar pelo mundo com cripto!

Essa lista está se expandindo em um ritmo rápido, exatamente como os preços de criptomoedas explodiram. Não esqueça que, três anos atrás, o preço do BTC estava abaixo de 1.000 USD!

O mundo emergente das DeFi

Com as criptomoedas, você é capaz de “ser seu próprio banco”. Você é a única pessoa no controle de seus ativos digitais e a única a cargo de mantê-las em segurança.

Na Ledger, damos uma mão na proteção de seus valiosos criptoativos, fornecendo uma solução segura que mantém o acesso a suas criptomoedas offline e fora do alcance de hackers.

Conhecimento é poder.

Continue aprendendo! Se você gosta de se familiarizar com cripto e blockchain, confira nosso vídeo da School of Block sobre as diferentes moedas e tokens disponíveis para você.


Mantenha contato

Acompanhe nosso blog para novidades. Contato de imprensa:
[email protected]