Como Ler um Histórico de Transações na Blockchain

Ler 6 min
Explorador de Blocos
Pontos Principais:
— As blockchains são registros públicos, o que significa que qualquer pessoa pode visualizar todas as transações já feitas
— Você pode usar exploradores de blocos para navegar e pesquisar facilmente seu histórico de transações na blockchain
— Os principais elementos de uma transação são o ID da transação, o endereço de envio e recebimento, as taxas associadas e o status da transação
— A Ledger Live permite que você acesse facilmente exploradores de blockchain para cada transação

Criptomoedas são famosas por serem completamente transparentes, onde todas as transações são verificáveis. No entanto, nem todos sabem exatamente como isso funciona. Hoje, gostaríamos de mostrar como você pode começar a verificar seu histórico e saldos de transações na blockchain por conta própria, usando um explorador de blocos.

Não confie, verifique: as transações estão lá para que todos vejam

Criptomoedas como o Bitcoin são únicas quando comparadas ao dinheiro tradicional. Elas utilizam uma tecnologia chamada blockchain. A blockchain é, em suma, um registro distribuído de todas as transações. Isso significa que todas as transações de cada criptomoeda já feitas são registradas em uma única blockchain, mantendo todo o seu histórico.

Lembra de como você guardava seus recibos e verificava sua conta bancária todos os meses para ter certeza de que todas as transações estavam corretas? Ou talvez você apenas confiou em seu banco. Bem, com criptomoedas, você não precisa confiar em ninguém porque não há terceiros envolvidos. Quase todas as criptomoedas usam blockchains públicas, em que todos os detalhes de cada transação já feita podem ser vistos.

O que isso significa para você? Além de poder ver o quanto os outros são mais ou menos ricos do que você, na verdade isso serve a um propósito muito valioso: você pode verificar cada transação que você já enviou ou recebeu. Se você achar que o serviço que você está usando não está mostrando a quantia correta de bitcoins, você pode verificar por contra própria e ver se a quantia corresponde. Além disso, se seu amigo “prometeu que já havia feito a transação”, mesmo que você não a tenha recebido, você pode verificar se isso é verdade diretamente na própria blockchain. Como diz o famoso ditado, “não confie, verifique“. Com criptomoedas, você pode verificar todos os detalhes relacionados às transações. Então, como você pode verificar todo o histórico de uma blockchain?

Exploradores de Blocos: descobrindo um histórico de transações na blockchain

Os exploradores de blocos são seu ponto de entrada para ver todas as transações que já existiram em uma blockchain. A partir deles, você pode consultar o saldo de cada endereço, ver os detalhes de cada transação e mais.

Existem muitos exploradores de blocos diferentes por aí, o que faz sentido. Afinal, também existem muitas criptomoedas diferentes por aí. Geralmente, cada explorador de blocos atende a apenas um único criptoativo. Alguns exploradores de blocos comuns incluem:
– Bitcoin: blockchain.com e blockstream
– Ethereum e tokens ERC20: Etherscan e Ethplorer
– XRP: Bithomp e XRP Charts

Esses exploradores de blocos permitem a você pesquisar o saldo de endereços individuais que você inserir ou os detalhes de qualquer transação cujo ID você inserir. Uma vez inserido, você verá todos os detalhes. Para endereços, isso inclui todas as transações de entrada e saída que o endereço específico já teve. Para transações, mostra quem enviou a transação, a quantia enviada, o destino da transação e as taxas que foram pagas por ela. Em suma, um explorador de blocos é como uma enciclopédia de transações e endereços na blockchain: todo o histórico da blockchain pode ser consultado.

Como ler uma transação de criptomoeda em um explorador de blocos

Agora a parte prática, vamos analisar uma transação em um explorador de blocos. Para aqueles que não estão familiarizados com transações de criptomoeda, isso pode parecer bastante confuso. Uma salada de números e letras. Vamos dividir isso em seções menores e analisar cada uma separadamente. Aqui está uma captura de tela, do explorador de blocos blockchain.com, de uma transação de Bitcoin.

1. O Hash ID da transação

O hash da transação, também conhecido como ID da transação, é o identificador de cada transação específica. Simplificando, ele é o código associado a uma transação. Se você quiser consultar os detalhes de uma determinada transação, precisará inserir essa sequência de código em um explorador de blocos.

2. Os endereços de envio

Esta seção mostra qual endereço está enviando criptomoedas associadas a ele, bem como a quantia que está sendo enviada. Você também pode clicar no endereço para ver o histórico de transações de entrada e saída do endereço.

Ao fazer uma transação de Bitcoin, você envia automaticamente a quantia total do seu endereço e o restante é enviado ao seu endereço de troco. Vejamos isso mais detalhadamente:

Neste exemplo, seu endereço tem um saldo de 1 BTC. Você deseja enviar 0,1 BTC para um amigo seu. Ao criar uma transação, você enviará todo o saldo do seu endereço. Obviamente, isso não vai tudo para seu amigo. Ele receberá o 0,1 BTC conforme planejado. O 0,9 BTC restante é enviado para o seu endereço de troco. Este endereço está totalmente sob seu controle. Isso é exclusivo para Bitcoin e seus derivados. Ethereum e XRP, por exemplo, não enviam todo o saldo de um endereço.

3. As taxas

A maioria das redes de criptomoedas tem taxas associadas às transações. O Bitcoin não é diferente neste quesito. Nesta seção, você pode ver quanto a transação custou em taxas. Essas taxas são pagas a quem está validando os blocos para a rede, que são preenchidos com transações.

4. Os endereços de recebimento

Nesta seção, podemos ver quais endereços são o destino pretendido de cada transação. Para cada endereço, podemos ver quanto eles estão recebendo. Assim como com os endereços de envio, você pode clicar nos destinatários para ver o histórico de transações deles. Normalmente, a parte inferior desses endereços é o endereço de troco explicado anteriormente.

5. O status da transação

Uma parte muitas vezes esquecida, mas muito importante de uma transação: seu status. Para que uma transação seja concluída e considerada válida, ela primeiro precisa ser confirmada por quem as valida. Uma transação não confirmada como a mostrada acima, ainda pode ser considerada inválida ou cancelada. É melhor considerar as transações não confirmadas como “ainda não recebidas” e aguardar até que sejam realmente confirmadas.

Também é possível ver mais de um endereço de envio ou recebimento. Isso seria por meio de um recurso mais avançado conhecido como “Transação em lote”. Esse é um recurso comumente usado por corretoras de criptomoedas, no qual elas enviam criptomoedas para várias pessoas por meio de uma única transação para reduzir os custos de taxas.

Ledger Live e Exploradores de Blocos

Sempre que você inicia o Ledger Live, ele sincroniza com as blockchains para verificar novas transações ou alterações em seu saldo, bem como quanto suas criptomoedas valem atualmente. Ele também atualiza esses dados frequentemente, quando em uso, para garantir que permaneça atualizado.

No entanto, também é importante que você possa verificar todos os detalhes de suas transações anteriores ou recebidas. Quando você clica em qualquer transação mostrada na Ledger Live, ela já lhe mostra os detalhes. No entanto, também oferecemos a opção de consultar um explorador de blocos aqui, para que você também possa verificar a transação. Você pode fazer isso clicando em “Ver no Explorador”. Você também pode conferir o saldo do seu endereço e verificar se o Ledger Live está mostrando a quantia correta. Em caso de qualquer interrupção no Ledger Live, um explorador de blocos sempre poderá mostrar quanto de uma determinada criptomoeda você possui atualmente.

Com o Ledger Live, possibilitamos que você consulte facilmente seus saldos, mesmo quando não estiver usando sua carteira hardware. E você pode fazer muito mais, saiba mais sobre seus poderosos recursos aqui.

Continue aprendendo! Se você gosta de aprender sobre cripto e blockchain, confira nosso vídeo da School of Block Casos de Uso Reais da Blockchain.


Mantenha contato

Acompanhe nosso blog para novidades. Contato de imprensa:
[email protected]