Ledger Recover by Coincover: Nunca mais se preocupe em perder o acesso aos seus criptoativos

Comece Já

Significado de Token de Utilidade

27 mar 2024 | Atualizado 27 mar 2024
Um token de utilidade, também conhecido como “token de usuário”, tem a função específica de conceder, ao seu detentor, acesso às funções de um aplicativo ou de ecossistema descentralizado, formando assim a economia desse sistema. Isso pode incluir uma DEX, uma plataforma de metaverso ou uma plataforma Web3 baseada em blockchain.

O que é um Token de Utilidade?

Os tokens de utilidade são comumente emitidos durante ICOs (“Oferta Inicial de Moeda”) ou IDOs (“Oferta Inicial de DEX”). Os detentores de um certo token de utilidade desfrutam de certos privilégios em troca de sua compra, como acesso a serviços específicos ou taxas com desconto. Em alguns casos, detentores de um certo token de utilidade teriam o direito de votar em uma futura proposta de melhoria para um aplicativo descentralizado (DApp). O padrão (ou modelo) de token mais amplamente usado para tokens de utilidade é ERC-20, desenvolvido na rede Ethereum.

Exemplos de Tokens de Utilidade

Um token de utilidade atende a determinadas funções em sua respectiva rede cripto. Aqui estão alguns exemplos:

Basic Attention Token (BAT)

Trata-se de um token ERC-20 usado por anunciantes como meio de pagamento para diferentes serviços no navegador Brave. Os usuários podem ganhar recompensas em BAT por assistir a anúncios, comprar BAT e vendê-los em corretoras descentralizadas.

Chainlink (LINK)

A Chainlink é um oráculo de blockchain criado na rede Ethereum. Um oráculo é um serviço que conecta uma blockchain a fontes externas para inserir dados em tempo real. O token LINK usa o padrão ERC-20 e é o token de utilidade da rede de oráculos Chainlink. O LINK recompensa os operadores de rede pela recuperação de dados e vários outros serviços, sendo o principal impulsionador dessa aplicação.

Tokens de Utilidade vs Tokens de Título: Qual é a Diferença?

Os tokens de título (“security tokens”) servem como um veículo de investimento que está vinculado a um ativo do mundo real e dá ao seu detentor acesso à propriedade desse ativo. Os tokens de utilidade são projetados principalmente para atender a funções específicas, sendo um meio de interação dentro do ecossistema da blockchain. O objetivo deles não é representar uma parcela da propriedade do projeto.

Por outro lado, os tokens de título representam a propriedade, propriedade parcial ou ações de um ativo ou projeto. São semelhante, portanto, aos títulos de ativos tradicionais como as ações.

As principais diferenças entre os tokens de utilidade e os tokens de título incluem:

  • Uso: Os tokens de título são contratos de investimento que representam uma participação na empresa ou entidade que está emitindo o token. Por outro lado, os detentores de tokens de utilidade não têm uma participação real na empresa e não geram nenhum retorno sobre os investimentos.
  • Avaliação: o valor dos tokens de título está diretamente relacionado à avaliação da empresa ou do ativo que emite o token. Se a avaliação da empresa aumentar, o valor do token de título também aumentará. Não há nenhuma conexão entre a avaliação recente do ativo e os tokens de utilidade.
  • Regulamentação: os tokens de utilidade são, em grande parte, não regulamentados. No caso de tokens de títulos, as empresas e os investidores devem cumprir os regulamentos e as leis federais, como o Howey Test nos EUA, que determina se há um contrato de investimento e se o token é usado para investimentos com expectativas de retorno.

Halving

O halving é um evento que ocorre em determinadas criptomoedas, como o Bitcoin, para reduzir a taxa de emissão de novas moedas e manter a escassez.

Definição completa

Perda Impermanente

A perda impermanente (“impermanent loss”) é um risco associado à participação em reservas de liquidez DeFi. Usuários podem sofrer uma perda impermanente quando o preço de ativos depositados varia em relação ao preço no momento…

Definição completa

InterPlanetary File System (IPFS)

Um IPFS (InterPlanetary File System ou “Sistema de Arquivos Interplanetário”) é um sistema distribuído e peer-to-peer para compartilhamento, armazenamento e acesso a arquivos, dados digitais, aplicativos e sites.

Definição completa